IDENTIDADE E MEMÓRIA: PERSPECTIVAS METODOLÓGICAS NO ENSINO DA HISTÓRIA
PDF

Palavras-chave

História. Identidade. Memória. Processo Formativo.

Como Citar

Thiago de Araújo Lira. (2022). IDENTIDADE E MEMÓRIA: PERSPECTIVAS METODOLÓGICAS NO ENSINO DA HISTÓRIA. Revista Contemporânea, 2(1), 350–363. Recuperado de https://revistacontemporanea.com/ojs/index.php/home/article/view/87

Resumo

A história da educação no Brasil aponta necessária reflexão analítica sobre os elementos curriculares e metodológicos presente na educação básica. Atento a eficiência da educação, questionamos os envolvidos no processo formativo, buscando propor uma reflexão entre identidade e memória, apresentando uma perspectiva metodológica sobre o processo de construção da educação, dotada de interação à cultura regional e do advento do ofício do historiador e da historiadora, voltadas a dar assistência à construção da identidade do educando. Logo, a história da educação e o ensino de história foram nossos objetos de estudo. Foram fundamentais, em nossos estudos, os temas identidade e memória, assim como, a busca por uma metodologia que atenda aos anseios na formação dos estudantes. Portanto, a prática aplicada na construção do minicurso[1], foi construída visando, auxiliar os estudantes do curso de história e aos professores dessa disciplina, que atuam na educação básica, na percepção de que não existe uma metodologia ideal, mas sim uma adequação metodológica aplicada a cada situação. Assim, a identidade do educando se forma com os elementos constitutivos da memória, coletiva ou individual, no qual são significativos no processo de ensino e aprendizagem. Texto produzido a partir da aplicação do Minicurso intitulado pelo mesmo nome, apresentado na I Semana Acadêmica de História IFPA – Conceição do Araguaia, no qual teve como objetivo a apresentação de diferentes perspectivas para o uso da memória no ensino de história.

PDF